Energia Fotovoltaica: o que é e como funciona

Descubra como a luz do sol é transformada em eletricidade e quais são os benefícios dessa fonte energética.

ENERGIA SOLAR
Data de publicação: 30/08/2023

O uso da energia fotovoltaica no Brasil cresceu mais de 83% entre 2022 e 2023. Desde janeiro de 2023, essa fonte energética tem uma posição de prestígio no ranking de opções limpas e renováveis, ocupando o segundo lugar na matriz brasileira e a terceira posição em nível mundial. Segundo a mesma matéria, hoje, mais de 11,6% da capacidade elétrica nacional já é abastecida pela produção fotovoltaica.

Ao mesmo tempo, os custos da produção estão cada vez mais baixos devido à evolução dos métodos de instalação e distribuição, o que tende a tornar essa uma opção de investimento ainda mais atrativa e vantajosa.

Apesar da crescente popularização, dúvidas como o que é energia fotovoltaica, o que se usa como base para a geração dessa energia e se existem diferenças entre energia fotovoltaica e solar ainda são barreiras para a difusão da modalidade.

Pensando nisso, criamos aqui um conteúdo completo esclarecendo as principais perguntas a respeito do tema. Continue a leitura e descubra os benefícios e conceitos por trás dessa forma sustentável e inesgotável de energia!

O que é a energia fotovoltaica?

Energia fotovoltaica é uma das formas de aproveitar a energia solar e se baseia na conversão da radiação em energia elétrica. Em outras palavras, ela é a transformação da luz do sol em eletricidade.

Por usar o sol como fonte, a energia fotovoltaica é popularmente chamada de energia solar. No entanto, é interessante destacar que essa é apenas uma das alternativas que utiliza os recursos desse astro para obter energia.

Outro exemplo é a energia solar térmica, ou fototérmica, que pode usar o calor fornecido pelo sol para abastecer sistemas de aquecimento e secagem de produtos, bem como fornecer temperaturas adequadas para cozinhas industriais, mecanismos de limpeza e esterilização de equipamentos ou até mesmo para a água do chuveiro em residências. 

O processo de geração de energia fotovoltaica tem início com a captura da luz do sol que chega à atmosfera. Essa etapa acontece em grandes placas, painéis ou módulos que geram energia quando expostos à luz solar.

A energia produzida nessas placas segue por um sistema especial que a converte na eletricidade como a conhecemos, que é então distribuída para as casas, comércios e indústrias e caminha por cabos para ligar máquinas, carregadores, fornos de micro-ondas, televisores e outros dispositivos.

Uma das principais vantagens da energia fotovoltaica é que sua fonte de energia é inesgotável e ecologicamente limpa: o sol. Ao contrário do que acontece com os combustíveis fósseis, como o petróleo, o carvão e o gás natural, não há emissão de gases poluentes durante a geração ou o consumo da energia.

Além disso, a energia fotovoltaica pode ser produzida de forma descentralizada e não depende de grandes distribuidoras, seja em residências, empresas ou sistemas de grande escala, estimulando uma independência energética sustentável.

Energia fotovoltaica: como funciona?

Como, após a instalação do aparato, a geração de energia fotovoltaica depende apenas do sol, esse sistema pode ser instalado em diversos locais, inclusive em regiões afastadas que não são atendidas pelas concessionárias convencionais.

Dessa forma, ela contribui para a universalização do acesso à eletricidade e para a melhora da qualidade de vida de quem vive nesses locais.

Por falar em qualidade de vida, a energia fotovoltaica é uma alternativa limpa, silenciosa e inesgotável, ou seja, não acaba, não produz poluição sonora e não libera gases do efeito estufa durante a produção.

Isso colabora para a desaceleração do aquecimento global e para a preservação de um ar mais limpo e saudável nas cidades.

Os painéis solares também são aliados para a economia financeira. Com a adoção do sistema fotovoltaico, é possível gerar toda a energia consumida no imóvel, reduzindo a conta de luz em até 95%.

Se a produção for maior que o consumo, você pode armazenar em baterias, vender o excedente para a concessionária ou ganhar créditos extras para utilizar em outros imóveis ou momentos de alta no consumo.

As placas solares costumam durar em torno de 25 anos e exigem apenas manutenções anuais ou semestrais. Dependendo das condições de instalação e dos cuidados, elas podem chegar a até 40 anos, compensando os gastos iniciais de instalação logo nos primeiros anos.

Benefícios do uso da energia fotovoltaica

A produção da energia fotovoltaica é um processo que usa painéis feitos de um material com baixa condutividade elétrica, como o silício. Esse material capta a luz do sol e, a partir dela, gera energia.

As placas podem ser instaladas no chão, em telhados, estruturas flutuantes ou até mesmo em satélites no espaço, mas devem ser posicionadas de forma que recebam a maior incidência solar possível.

Quando a luz do sol atinge os painéis solares, pequenas partículas dentro do material, chamadas de elétrons, começam a se mover. Esse movimento produz uma forma de energia chamada energia cinética. A essa cadeia de eventos dá-se o nome de efeito fotovoltaico.

A energia gerada pelo efeito fotovoltaico é, então, transportada até os inversores, equipamentos responsáveis por transformá-la na eletricidade como conhecemos — aquela capaz de ser distribuída e usada para alimentar eletroeletrônicos.

O inversor também atua na proteção do sistema contra falhas, evitando danos e garantindo um desempenho eficiente. Por fim, a eletricidade produzida segue, por meio de cabos e fiações, para a corrente elétrica e abastece casas, comércios e indústrias.

Além dos painéis e inversores, alguns sistemas contam ainda com baterias que armazenam a energia gerada e a liberam para uso em momentos de necessidade, como durante a noite ou em períodos de alto consumo.

Dias nublados e chuvosos também são capazes de ativar as placas solares e converter a radiação em energia, já que ainda há luz chegando até a Terra. No entanto, essas situações climáticas costumam gerar menos energia que os dias ensolarados.

 

Onde ela pode ser aplicada?

A energia solar fotovoltaica tem aplicações vantajosas em diversos setores, incluindo a indústria, a agricultura, os comércios e a utilização residencial. Esse tipo de energia é importante especialmente para regiões rurais afastadas, uma vez que as distribuidoras tradicionais podem não chegar a esses locais e a captação da luz do sol se torna uma opção segura, viável e econômica para promover o acesso à eletricidade.

Seja em áreas afastadas ou próximo aos grandes centros, fábricas e indústrias com alto consumo energético podem se beneficiar da energia fotovoltaica ao optar por gerar a própria eletricidade. Essa é uma forma sustentável e econômica de alimentar processos de produção, máquinas e etapas automatizadas de fabricação, ao mesmo tempo em que se reduz o impacto ambiental do empreendimento.

O Sistema de Autoprodução da EDP é o parceiro ideal para apoiar a empresa antes, durante e após a transição para esse modelo de consumo, fornecendo um acompanhamento personalizado durante todas as etapas do processo.

Além de possibilitar a independência energética ao permitir que a própria empresa produza toda a energia necessária para o seu funcionamento, o programa ainda pode ser revertido em lucros: caso a geração seja maior do que o consumo, o cliente pode vender esse excedente e receber pagamentos referentes à produção de energia solar.

Pequenos e médios negócios também têm alternativas viáveis para aderir ao uso da energia fotovoltaica com gastos reduzidos. Por exemplo, o Sistema Solar Digital EDP conta com mais de 50 centros de distribuição prontos para fornecer energia já coletada e convertida direto pela rede elétrica.

Ao aderir a esse programa, a empresa aluga parte das usinas EDP e passa a receber descontos de até 20% ao mês na conta de luz, sem gastar com a instalação ou manutenção de painéis solares nem se preocupar com o espaço para colocar o aparato de produção.

A eletricidade gerada em cada centro Solar Digital pode ser usada por uma, duas ou mais empresas. Caso o cliente opte por dividir, os resultados de uma mesma usina são distribuídos entre todos os negócios participantes e os consumidores envolvidos recebem descontos nas tarifas de energia.

A energia fotovoltaica é uma solução sustentável e acessível para grandes, médios e pequenos negócios. Ao converter a radiação solar em energia limpa, os painéis solares fotovoltaicos oferecem uma série de benefícios, incluindo a redução de emissões de gases poluentes, a independência energética e a economia financeira.

Com seu potencial amplo e impacto positivo, a energia fotovoltaica desempenha um papel importante na transição para um futuro energético mais sustentável e acessível para todos.

A EDP é sua parceira na busca por soluções sustentáveis em energia. Saiba mais sobre esses e outros assuntos importantes no portal de notícias EDP e no canal do YouTube EDP Brasil!

Artigos relacionados